Páginas

17/10/2018

Razão social, objeto social, nome de fantasia: A importância de cada um para sua empresa

A escolha correta dos nomes que irão identificar a empresa no mercado é uma decisão definitiva e pode influenciar no sucesso do negócio.

Através da combinação dos nomes e associação deles com a atividade ou produtos da empresa é que se determina o grau de facilidade ou de dificuldade de encontrá-la, quando o mercado procura por produtos e serviços que ela oferece.

Ocorre que muitos empresários incluem na razão social parte do objeto social e outras expressões que poluem o nome e, para sempre, vão dificultar a sua identificação e podem atrapalhar o próprio desenvolvimento da empresa, dependendo do ambiente onde estiver inserida e da concorrência.

26/07/2018

Consultas de credito - Abrangência e visão em todas as empresas com a mesma raiz do CNPJ

Quando se cadastra um sacado temos em mãos o CNPJ da empresa que comprou a mercadoria ou serviço, seja ela matriz ou filial.

A rotina é registrar e completar o cadastro dessa unidade, seja matriz ou filial e, em seguida, fazer as consultas aos birôs de informações cadastrais e aos demais órgãos de  praxe, as quais ficam registradas e disponíveis no sistema.

Tratando-se de empresa com filiais, é provável que logo depois ocorram pedidos de outra filial ou da matriz. Por isso, ao salvar pela primeira vez o cadastro dessa nova filial o sistema deve trazer as informações das demais filiais já cadastradas, inclusive o resumo e informações cruzadas de cedente e sacado e com outras empresas, grupos econômicos e outros.

Vale notar que para o sistema fazer esse tipo de registro, basta programar enquanto que não existindo esse recurso, o usuário é obrigado a improvisar outros meios de controlar, como por exemplo, descobrir sempre o CNPJ da matriz, cadastrá-la e tirar todas informações sempre no CNPJ da matriz.

Em consequência, a rotina de análise vai sempre ser mais demorada e menos eficiente.

25/07/2018

Factoring deve tributar IOF quando concede adiantamento, mas não em dobro

Uma das vantagens do factoring é poder adequar a operação à necessidade do cliente, especialmente quando pode comprar antecipadamente os recebíveis a serem performados quando a entrega da encomenda for efetivada.

No entanto são necessários alguns cuidados para que isso não ocasione bi-tributação do IOF em desfavor do cliente da factoring e prática de empréstimo. Se a factoring faz uma operação para o adiantamento e a recompra na operação principal está correndo o risco de caracterizar operação de empréstimo, o que lhe é vedado. Na operação principal deve tratar o adiantamento como "amortização" e não como "recompra". 

01/03/2016

Crédito em abundância e reconhecido alavanca o crescimento

Enquanto existirem no Brasil, pessoas e grupos impondo restrições e pregando o preconceito ao financiamento o país vai continuar tendo a fragilidade de sempre, que combinada às más escolhas políticas, nos mantém como um povo medíocre e atrasado.

Felizmente nosso judiciário vem corrigindo essa falha, como no exemplo que reproduzo a seguir:

18/11/2013

V Encontro Gaúcho do Fomento Mercantil - Expectativas

No V Encontro Gaúcho do Fomento Mercantil, que terá como tema principal a “eventual” regulação do factoring pelo BACEN, o Sinfac-RS precisa ser sensível às expectativas da base de associados, que está apreensiva e insegura diante das dificuldades e incertezas que ameaçam o setor.

24/10/2013

Proibir negociação de títulos é golpe contra a economia

Um dos grandes problemas que nós e nossas empresas clientes enfrentamos é a proibição de negociação de títulos, o que tira do mercado a melhor parte deste tipo de documento.

07/09/2013

Convite para enterro

Quando se enterra alguém, em minutos, todos, inclusive os inimigos, descobrem:

Era o melhor homem do mundo;
generoso;
honesto;
como vai sobreviver a casa de repouso que ele sustentava?
amigos de todos os lados e até inimigos contam histórias comoventes;
há, mas como foi acontecer uma coisa dessas;
como a família e a empresa, que dependiam dele, vão se virar agora?
a empresa vai fechar?

06/09/2013

Medida Provisória do Factoring: absurdo inconstitucional

Tivemos ciência, através do Portal do Fomento, de que está sendo proposta uma medida provisória (MP) para normatizar a atividade de factoring, que, conforme fomos informados, estaria aguardando apenas a assinatura da Presidente da República, para ser publicada.

No nosso entendimento, essa MP tem conteúdo indiscutivelmente inconstitucional, em razão, principalmente, do estabelecimento de:
(i)    um órgão regulador, a ser nomeado pelo poder executivo, com mandato para regular, regulamentar e fiscalizar;
(ii)    contribuições financeiras das factorings para exercer essa atividade, calculadas conforme artigo 17 da MP.

02/09/2013

Sistema bancário paralelo terá regras mundiais

Notícia veiculada no Valor Econômico informa que o sistema bancário paralelo terá regras mundiais. Na notícia, reproduzida a diante, aparecem as atividades alvo, dentre as quais não está o factoring.

Essa notícia nos deixa à vontade para sugerir que a regulação pelo BACEN não cabe ao factoring, cujas empresas estão impedidas por lei de captar recursos de terceiros, portanto, não apresentam risco ao mercado.

12/08/2013

Prováveis impactos de uma eventual regulação (ou regulamentação) do Factoring pelo BACEN

Existem indícios de que o Banco Central do Brasil - BACEN passará a regular e fiscalizar a atividade de factoring, o que colocará em risco a viabilidade da maioria das empresas do setor, em especial as pequenas. Dão sentido a essa preocupação as várias matérias existentes na mídia e suas fontes, uma delas, inclusive, prevendo o fechamento de grande maioria das empresas.

Tomando como exemplo o caso de atividades que passaram a ser reguladas pelo BACEN, acredita-se que as seguintes mudanças deverão ocorrer nas empresas de factoring, dentre outras:

19/07/2013

Porque não cabe regulação (ou regulamentação) do Factoring pelo Banco Central do Brasil

Antes quero manifestar meu respeito e admiração pela instituição Banco Central do Brasil e seus técnicos, graças a quem temos um dos sistemas financeiros mais seguros e respeitados do mundo.

A economia brasileira, em regra, é livre e sustentada pela livre concorrência e não intervenção direta do estado, conforme art. 170 da Constituição Federal, salvo quando determinada atividade for de interesse nacional ou de relevante interesse coletivo. Como exemplos, tem-se a exploração e comercialização do petróleo, da energia elétrica, das telecomunicações, dos planos de saúde e dos seguros. Em todas essas atividades percebe-se uma relevância que ultrapassa as partes envolvidas diretamente nos negócios. Por isso o estado, responsavelmente, entra com a regulação, através das conhecidas agências reguladoras.

Editorial antigo

Nós do Factoring precisamos nos adequar às mudanças das regras de mercado e, em especial, dos sistemas de controle gerencial. Normal, mercado é dinâmico.

28/06/2012

A quebra de um cedente costuma afetar várias factorings

Com prazer reproduzo matéria publicada no informativo do Sinfac-SP, pois trata de um dos maiores geradores de prejuízos ao Factoring.

Os prejuízos pela falta de troca de informações iniciam a partir do momento em que os sacados começam a receber vários boletos por duplicatas ou mesmo sem qualquer origem, motivando a decisão pela vedação.

01/06/2012

Crime organizado - Por que filiar-se ao Sinfac?

Quanto falamos em fomento mercantil, principalmente nos riscos, de imediato vem a idéia dos golpes praticados contra as nossas empresas, principal fator de desânimo e mesmo de prejuízos.

Interessante que podemos falar claramente em crime organizado, nomenclatura que nos soa comum e aplicável inclusive aos golpes dos quais somos vítimas.
Mas será que existe fomento mercantil organizado, para fazer frente ao crime organizado?

Com certeza não!

02/12/2011

Eventos que dificultam a operacionalidade do Factoring no Brasil

Quando o Factoring foi implantado no Brasil os sistemas de informação engatinhavam e o mercado respeitava a duplicata como o título representativo dos créditos. O manuseio e controle das duplicatas era tema dos cursos academicos e extracurriculares.

05/08/2010

O que pode ser feito

O Factoring vem crescendo em razão da entrada de novos empresários e da reaplicação dos resultados, porém, na outra ponta da balança, o mercado de títulos vem encolhendo em escala geométrica, pois já se nota empresas de pequeno porte vedando títulos e negócios com factoring.

02/08/2010

Esboço do Projeto Circulação de Títulos


Elaboração: 02/08/10

Obrigação social de quem compra a prazo:

São os títulos de crédito que permitem transportar para o presente as possibilidades de riquezas futuras.